quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

BRIGADEIRO DE MANDIOCA CRUA - IDEAL PARA SELÍACOS E PESSOAS QUE NÃO CONSOMEM LACTOSE


Última receitinha do ano!!!

Como também sou filha de Deus, tenho o direito a um merecido descanso! Estou viajando para o interior de São Paulo, Piracicaba, e pretendo ficar uns dias por lá, juntamente com meus familiares tão queridos!! Tenho a certeza que passarei um excelente Natal, um verdadeiro Natal, não recheados de presentes e festas, mas recheado de muito amor, muitos acontecimentos bacanas e que fortalecerão mais ainda os elos familiares.
O Natal tem dessas coisas, gente! Muitas coisas boas acontecem justamente nessa época do ano, por conta de um sentimento que toca nosso coração, e nos faz querer ajustar algumas coisas que deixamos de fazer, e nos faz pensar o quanto perdemos tempo com sentimentos bobos, sentimentos esses de orgulho, caprichos, raiva, discussões, e que nos leva muitas vezes, a perder os vínculos que nos mantinham enlaçados num sentimento de amor, e que, por um capricho do "destino", nos afastamos desses sentimentos tão bons... Com a chegada do Natal, esses sentimentos se afloram novamente, como que por encanto, e resolvemos nos dar mais uma chance de poder esquecer tudo e abrir nosso coração para aqueles que acreditamos nunca mais rever ou perdoar... Mas como o amor é MARAVILHOSO, e sempre vence todos os obstáculos, que possamos então, irmos de encontro a todos àqueles que um dia fizeram parte das nossas vidas, que compartilharam alegrias... tristezas... E em nome desse elo, que possamos reabrir, com aquela mesma chavinha que estava esquecida em algum cantinho, o nosso coração!!!

FELIZ NATAL!  E QUE VENHA O 2013!!!


Ingredientes:

300g de mandioca crua
200g de açúcar mascavo, ou 1 ½ xícara de chá
1 colher (sobremesa) de cacau em pó
Chocolate granulado

Modo de fazer:

Leve a mandioca ao processador e triture até virar uma pasta. Se quiser usar o liquidificador, também poderá fazê-lo, mas você precisará colocar um pouco de água para ajudar na liquidificação. Misture todos os ingredientes e leve ao fogo para engrossar, até que desgrude do fundo da panela e até que a mandioca esteja cozida. Quanto mais você deixar no fogo, mais encorpado fica o doce, facilitando na hora de enrolar.
Deixe esfriar muito bem e faça as bolinhas, colocando um pouco de óleo nas mãos para não grudarem. Passe os docinhos no chocolate granulado e coloque nas forminhas.

Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano
Fotos de Rubens Cunha

domingo, 9 de dezembro de 2012

TORTA DOCE PARA O NATAL - 100% INTEGRAL FEITO COM MASSA DE PÃO INTEGRAL E RECHEIOS DE CREME DE CACAU E CREME DE COCO - IDEAL PARA QUEM NÃO CONSOME LACTOSE E SOJA


Dando continuidade às receitas de natal, hoje estou postando uma torta bem diferente mesmo! A massa é feita de pão integral, vocês acreditam?! Pois é, toda semana faço pão integral para consumo próprio, mas, há alguns dias atrás, fiz os pãezinhos como de costume, mas ficaram muito duros, não cresceu muito. Guardei-os no freezer e pensei que para alguma coisa eles iriam servir. Fiquei imaginando o que poderia fazer com esses pães, aí surgiu a ideia de fazer essa torta doce e também uma torta salgada, que futuramente vou estar postando. Qualquer pessoa, as mais despreparadas no ambiente culinário, vão conseguir fazer esta torta. E tem mais, não contém lactose, e a substituição do leite, ao invés de usar leite de soja, que as vezes, dependendo da receita não tem um sabor tão agradável, em minha opinião, usei aveia batida com água, resultando num leite denso. Como todas as minhas receitas, nessa também não faço o uso de manteiga, margarina, leite condensado e creme de leite. 
É ideal para pessoas que não podem consumir lactose e soja. E para aqueles que não podem consumir ovos, ao invés de ovos na massa, coloque um pouco de farinha branca para dar liga, e um pouco mais de óleo. Use de sua criatividade.


Então, vamos à receita?!


Ingredientes da massa: 

300g de pão integral (de boa qualidade e que seja 100% integral, de preferência)
2 ovos inteiros
150g de açúcar mascavo, ou 1 xícara
2 colheres (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) de licor de café, ou qualquer licor que seja do seu agrado 

Ingredientes do recheio de cacau 

150g de aveia, ou farinha de aveia
200g de açúcar mascavo, ou 1 1/2  xícara cheia, mais ou menos
2 xícaras de água
1 colher (sopa) de amido de milho
1 ½ colher (sopa) de cacau em pó
  
Ingredientes do recheio de coco

1 vidro de leite de coco
½ xícara de água mais ou menos
½ xícara de açúcar demerara
2 colheres rasas de (sobremesa) de amido de milho 

Preparo da massa: 

Triture o pão num processador, coloque o açúcar mascavo e triture mais um pouco. Coloque esse preparado numa tigela e acrescente os ovos e o óleo e misture muito bem com as mãos. Leve à geladeira para ficar firme. Se quiser fazer um dia antes, fica até melhor.
Numa forma redonda com fundo falso, distribua a massa com as mãos, mas só no fundo, não nas laterais e leve ao forno médio para assar, por uns 20 minutos mais ou menos, ou até que esteja bem douradinha em baixo.  Reserve. (Forma redonda de 20cm diâmetro)

Preparo do recheio de cacau:
  
Bata no liquidificador a aveia, a água e o amido de milho, até dissolver bem os flocos. Leve ao fogo para engrossar, junto com o cacau e o açúcar, até ficar bem firme, sempre mexendo, porque a aveia gruda muito no fundo da panela. Deixe esfriar e leve à geladeira.
Se você quiser substituir a aveia por leite de soja, ou mesmo leite de vaca, poderá fazê-lo sem problema algum. É só acrescentar mais amido de milho, ok?

Preparo do recheio de coco:

Junte todos os ingredientes e leve ao fogo para engrossar, até tirar o gosto do amido de milho. Deixe esfriar sem levar à geladeira, que é para não endurecer muito. Esse creme tem que ficar um pouquinho mais mole que o de cacau. 

Montagem:

Depois que a massa esfriar, retire o fundo falso e coloque-a num prato. Faça alguns furos com o garfo e respingue o licor, para que a massa absorva bem o licor. Espalhe o creme de cacau por cima, e em seguida, coloque partes do creme de coco espalhados por cima do creme de cacau e com o auxílio de um garfo, mescle esse creme branco com o creme escuro. Coloque o arco da assadeira para que o creme não caia por fora da massa e leve ao freezer por algumas horas. Retire do freezer, deixe descongelar um pouco e sirva bem gelado.

Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 09/12/12
Fotos de Rubens Cunha













domingo, 2 de dezembro de 2012

DOCINHOS PARA O NATAL!!! FEITOS COM MANDIOCA, COCO BRANCO E COCO QUEIMADO 100% INTEGRAL - IDEAL PARA CELÍACOS E PARA PESSOAS QUE NÃO PODEM CONSUMIR LACTOSE, SOJA E NEM OVOS!





Tenho um sobrinho, o Enrico, que é a coisa mais fofa que uma tia pode ter, e que não pode consumir nem leite, (lactose) ovos, e nem soja, pois dá uma reação alérgica, na qual  prejudica sua saúde. Está em tratamento, mas não sabemos até quando ele não poderá estar consumindo esses ingredientes. Pensando especialmente nele, e nas pessoas que possuem o mesmo tipo de problema, e nas pessoas que não podem consumir glúten, os celíacos, resolvi desenvolver esses docinhos deliciosos, para substituir o tradicional beijinho feito com leite condensado.
Vocês não acreditariam que a base é feita de mandioca, que, além de ser bem mais saudável que o leite condensado, fica tão delicioso quanto, e ainda, vocês não estarão consumindo tanta caloria quanto estariam, se fosse com leite condensado!
Tentem fazer, mesmo aqueles que podem consumir de tudo, mas que preferem reduzir a quantidade de calorias, ingerindo mais fibras, e que não gostem de doces tão doces!



DOCINHO DE COCO BRANCO

 Ingredientes:

300g de mandioca crua
1 vidro de leite de coco
100g de coco ralado fresco, ou seco, mas sem açúcar)
200g de açúcar demerara
2 a 3 colheres (sopa) de açúcar demerara (reserve)
50g de coco (reserve)


Preparo:

Hidrate o coco, (se for coco seco) cobrindo com pouco de água, Processe a mandioca crua, ou triture no liquidificador deixando a consistência de coco ralado. Misture todos os outros ingredientes e leve ao fogo, sempre mexendo, até que a mandioca esteja cozida e desgrudando do fundo da panela. Esse doce não fica tão doce, porque o açúcar demerara e o mascavo adoçam menos que o açúcar branco comum. Se você preferir mais doce, acrescente mais açúcar. Fica ao seu critério.
Coloque o doce numa vasilha e leve `a geladeira para endurecer mais. Fica melhor ainda, de um dia para outro.
Faça as bolinhas e passe no açúcar e o coco que você reservou. Coloque nas forminhas e sirva.




  
DOCINHO DE COCO QUEIMADO
  

Ingredientes:

Os mesmos ingredientes e a mesma quantia.

Coloque o coco num prato e leve ao microondas para dourar. A cada dez minutos, mexa para que não queime. Deixe dourar, até que fique na cor marrom. Faça o mesmo procedimento acima.



Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 02/12/12
Fotos de Rubens Cunha










domingo, 25 de novembro de 2012

PROTEÍNA DE SOJA COM ABÓBORA - SAUDÁVEL E DELICIOSA!!!


Primeiro, quero pedir desculpas aos meus seguidores fiéis, por não ter postado nenhuma receita semana passada, porque, por problemas “técnicos”, não consegui postar absolutamente nada no meu blog.

Hoje, tenho uma receitinha super simples, e, na verdade, não é bem uma receita, mas uma adaptação de um prato que todos vocês devem conhecer; carne moída com legumes. Pensando nas pessoas que podem não ter essa ideia de poder estar substituindo a carne pela soja, através de um prato tão comum, resolvi dar uma de “Professor Pardal”, (vejam como sou antiga, ei?) e acender uma luzinha da ideia!
Fica aí minha sugestão para uma segunda feira, depois de um fim de semana farto de grandes comilanças, “porcarias” gostosas, cervejinha, caipirosca, mas tudo engordaite, nocivas... E por aí vai...
Tenham um ótimo começo de semana, cheio de muito trabalho, porque, afinal, trabalhar é muito bom, e além do mais, permite que vocês comprem os ingredientes das minhas receitas e façam com o maior carinho, ok?    
  https://secure.quebles.com/content/hotmail/emoticons/1511767.gif
 


soja é uma planta pertencente à família das leguminosas, ou seja, do feijão, lentilha, grão de bico, ervilha e, destaca-se por ser rica em proteínas, lipídeos (gordura), fibras e algumas vitaminas e minerais. 
Contém, também, uma classe de fito-hormônio (hormônio de origem vegetal) conhecidos como isoflavonas ou isoflavonóides. 
Estudos indicam que tais substâncias atuam como um elemento antioxidante reduzindo as taxas do colesterol ruim (LDL) no sangue e, conseqüentemente, diminuindo o risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de exercerem também atividade hormonal equilibrando a quantidade do hormônio estrógeno no organismo feminino podendo amenizar, dessa forma, os sintomas da menopausa. 
Fonte: Engenharia dos alimentos – www.engalimentos.com.br 

 Ingredientes:

1 xícara (chá) de proteína de soja texturizada
Abóbora a vontade
Óleo para refogar
Sal marinho
Alho
Cebola
Cheiro verde
Suco de um limão

Preparo:

Ferva por dez minutos a proteína de soja, contando a partir da fervura da água, mas não lave a proteína anteriormente. Escorra e lave muito bem a proteína, até eliminar a espuma que se formou no cozimento. Coloque a soja numa tigela e acrescente água quente e mais o suco de limão e deixe por mais ou menos, uma hora.  Lave muito bem, para retirar totalmente o gosto do limão, e reserve. (O limão é para tirar o gosto um pouco forte da proteína. E realmente, a proteína de soja fica totalmente sem aquele gosto um tanto forte, e o que vai dar sabor, são os temperos). Refogue o alho, a cebola e acrescente a proteína de soja, mais os temperos conforme o seu paladar. Acrescente a abóbora cortada em cubos pequenos, e deixe refogando, sempre colocando um pouco de água, até que a abóbora esteja cozida. A abóbora vai dar um sabor gostoso na proteína, e, juntamente com os temperos que você colocou, vai ficar deliciosa! Seus familiares nem vão perceber que não é carne moída.

Receita adaptada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 16/04/12.
Fotos de Rubens Cunha.

















domingo, 11 de novembro de 2012

BISCOITO DE POLVILHO COM RICOTA DEFUMADA POUQUÍSSIMA GORDURA!!!

Que tal fazer um queles salgadinhos que você gosta tanto, ei?! Do tipo crec... crec... Hummmm....hummmm!!!

Eu adoro biscoito de polvilho, mas, dificilmente compro, por conta do excesso de gordura que vai na massa. Não se enganem com produtos assados, achando que não tem gordura porque são feitos no forno.
O biscoito de polvilho é extremamente gorduroso! Vocês não tem noção o quanto de gordura é colocada no seu preparo. Justamente por isso, é que é tão gostoso e tão crocante, sem contar, claro, que nesses produtos industrializados, são colocados gorduras hidrogenadas para deixarem mais crocantes ainda. E a gordura hidrogenada é péssima! Sem contar com excesso de sódio, sabores artificiais, conservantes, etc... etc... etc...
Frustrada por não poder abusar, resolvi adaptar a receita do biscoito de polvilho, usando pouquíssima gordura! E para dar um saborzinho especial, acrescentei ricota defumada, que é o queijo menos gorduroso na escala dos queijos. E deu certo!
Ficaram supergostosos, apesar de não ficarem tão crocantes de desmanchar na boca, como esses que compramos por aí... O excesso de gordura deixa os salgadinhos bem mais crocantes. Muito gostosos, mas muito nocivos!
Pensem nisso, gente!!!


Ingredientes:

250g de polvilho azedo (faz crescer)
250g de polvilho doce
125 ml de leite
75 ml de óleo
240 ml de água
1 colher (sopa) rasa de sal marinho
2 ovos
100g de ricota defumada ralada

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes líquidos para ferver, junto com o sal. Em uma tigela grande, coloque os dois polvilhos e vá adicionando bem devagar o liquido para escaldar o polvilho e mexendo bem devagar, até que agregue bem. Após adicione os ovos e bata na batedeira, ou com uma colher, até dissolver os ovos e incorporar muito bem. Por último, acrescente o queijo ralado e incorpore muito bem. Coloque em um saco de confeitar e corte a pontinha do saco. Unte uma assadeira (só na primeira vez) e vá apertando o saco, dando o formato de palito, ou o formato que quiser.
Leve em forno quente ou 200º C pré aquecido até que os biscoitos dobrem de volume e fique dourados.



Receita adaptda e desenvolvida por Graça Provenzano, em jul/11
Fotos de Rubens Cunha




domingo, 4 de novembro de 2012

CEBOLAS E AZEITONAS EM CONSERVA

Gente... Tentem preparar essa conserva de cebola, que é bem diferente de tantas outras que encontramos em supermercados, ou em lojas de conserva!

Juro por todos os meus botões, de que essa cebola em óleo, é um "Manjar dos deuses!!!"
Quem quiser acompanhar com pão integral, é maravilhoso, pois estará se alimentando de algo extremamente saudável, e, tão ou mais gostosa que una boníssima mozzarella, provolone... etc... etc... etc...

Quem quiser acompanhar com um belíssimo pãne italiano... Dio Santo! Porca de la miséria! Io no te conto, perquê, impossíbele tentar passar o sabore questa cosa me fá sentire! Cáspita!!! 




Uma dica bem bacana é colocar azeitonas verdes em um vidro de conservas e cobrir com óleo, de preferência prensado a frio (que não foi passado por altas temperaturas). Deixe, no mínimo, uns quinze dias e o óleo estará com um gosto delicioso de azeitonas. Se você for preparar algum prato que vá uma quantidade maior de óleo, ao invés de utilizar azeite que é bem mais caro, você utiliza esse óleo, que dará um sabor bem diferenciado!

Faça a mesma coisa com cebolas. Corte cebolas em rodelas meia lua, tempere com orégano, ou folhas ou galhinhos de manjericão, e cubra com óleo prensado a frio, ou com azeite extra-virgem. Vocês não tem a noção de delícia que é isso! A cebola vai amolecer, curtir e será um antepasto delicioso, ou um sanduíche e tanto! Na hora de servir, coloque sal marinho e coma com pão integral, o pão de seua preferência, e você nem sentirá falta de mais nada!!

 Azeite de oliva extra-virgem é excelente, mas não deve ser levado para cozimento, pois perde suas propriedades. É um óleo prensado a frio, isto é, que não é levado a altas temperaturas, portanto, é um óleo não saturado. Ideal consumir em saladas, ou em pratos depois de prontos. É ótimo para reduzir colesterol ruim. Óleos de girassol, milho, algodão, também são óleos prensados a frio, e, da mesma forma que o azeite, não se deve levar ao fogo para cozimento dos alimentos. Há pessoas que usam esse óleo para preparar suas refeições, acreditando que estão protegendo sua saúde, por se tratar de um óleo bem mais saudável. Que é um óleo bem mais saudável que os óleos comuns, isso é verdade, mas consumido in natura. Minha sugestão é usar óleo comum mesmo para o preparo de refeições quentes, usando pouquíssimo óleo. É bobagem usar óleos que são bem mais caros e que vão saturar do mesmo jeito. Reserve esses óleos vegetais prensados a frio, para fazer conservas, preparo de maioneses, etc.  

Dicas de Rubens Cunha
Fotos de Rubens Cunha












segunda-feira, 29 de outubro de 2012

EMPANADOS DE SOJA EM GRÃOS E MANDIOCA GRELHADOS - 100% NATURAL... IDEAL PARA SELÍACOS E PARA AQUELES QUE NÃO CONSOMEM LACTOSE E NÃO CONSOMEM OVOS.


Gente, a proposta do meu blog, não é somente não consumir carne. É muito fácil preparar pratos que contenham substâncias gordurosas, como queijos, cremes de leite, leite condensando, margarinas, manteigas, etc., mas é bem mais difícil, encontrarmos alimentos sem esses ingredientes e serem tão saborosos!  
Como sou muito gulosa e exigente com relação a comidas saborosas, e não querendo deixar de ter esse prazer que é o da gula, comecei a desenvolver pratos que fossem tão saborosos, quanto essa enxurrada de receitas que vemos pela internet. Nada contra, mas não é esse meu objetivo. Portanto, aviso aos navegantes, que minhas receitas são cem por cento integrais, vegetarianas, e não uso nenhum condimento industrializado, assim como molhos prontos, temperos, enlatados, etc.etc.etc.
Minha proposta é utilizar o mínimo possível de alimentos industrializados, pois eles contêm muito sódio, conservantes, sabores artificiais...
Garanto a vocês, que, embora não use nenhum desses ingredientes que realmente são muito gostosos, minhas receitas sem o uso desses ingredientes nocivos, ficam deliciosos mesmo! Você não sentirá a falta do recheio de leite condensando, do creme de leite, dos queijos...
Dá pra comer muito gostoso, e ainda, sem culpa! Aproveitem, então... 
 



Ingredientes:

100g de grãos de soja, ou ½  xícara
150g de mandioca cozida e espremida no espremedor, ou 1 xícara bem cheia
Cheiro verde à vontade
1 cebola bem picadinha
Sal marinho
2 colheres (sopa) de azeite
Pimenta dedo de moça

Ferva certa quantia de água e após levantar fervura, acrescente a soja e deixe ferver por 10minutos. Jogue fora essa água e leve a soja para cozinhar na pressão por 40minutos. Depois de cozidas, coloque-as numa tigela e lave bastante em água com jato bem forte, para tirar o excesso das pelinhas da soja que se soltam e o excesso de espuma que se forma no cozimento. Processe a soja em um processador, até virar uma pasta densa. (Se não tiver processador, faça no liquidificador mesmo, utilizando um pouquinho de água para poder bater).


Agregue a massa de soja com a massa da mandioca e coloque todos os temperos ao seu gosto, e misture muito bem, até sentir que a massa está firme e com o sabor do seu agrado.

Faça  bolas de tamanho médio e achate com as mãos. Coloque uma a uma numa frigideira de ferro ou antiaderente, com um pouquinho só de óleo e deixe grelhar. Sirva com arroz, feijão e uma salda verde.

DICAS:

Se você quiser fritar, ao invés de grelhar, proceda conforme abaixo:

Para empanar: bata uma clara de ovo, e, com as mãos mesmo, passe a clara nas bolinhas achatadas e depois passe na farinha de rosca.

Se você não pode consumir glúten e nem ovos, passe os salgados no amido de milho e frite. Fica super crocante! 

IMPORTANTE... NENHUMA FRITURA É SAUDÁVEL! A gordura de que precisamos em nosso organismo, não são essas gorduras 
saturadas; existem vários alimentos que se transformam em gordura saudável quando as consumimos.

Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 09/06/12
Fotos de Rubens Cunha





domingo, 21 de outubro de 2012

ROCAMBOLE SALGADO DE CARNE DE SOJA - 100% INTEGRAL, SAUDÁVEL E DELICIOSO!!!



























Gente, essa receita é deliciosa!  Existem várias opções de recheio, que você poderá estar utilizando. Use de sua criatividade e paladar... Eu, particularmente, gosto muito de ovos cozidos em qualquer tipo de recheio, porém, você poderá estar usando palmito, ervilha, espinafre, escarola... etc... etc... etc... Não recomendo queijos gordurosos, requeijões, cremes de leite, porém, não posso negar que são muito gostosos, e, se você quiser usá-los, fiquem a vontade, mas garanto, que fica também muito gostoso, mesmo sem eles!
Para o dia a dia, procuro consumir ingredientes bem saudáveis, e deixo os "engordaites" e os não saudáveis, para finais de semana, porque ninguém é de ferro, né?!
Gosto de estar sempre lembrando:  
Se usar ovos, use os ovos de “galinha feliz”, que são criadas livremente, sem sofrer confinamentos, sem hormônios, sem antibióticos. Essas galinhas são as tais galinhas caipiras!!!
Além se serem mais saborosos, são muito mais saudáveis, e, ainda, estará contribuindo para a não violência dos animais! Pense nisso!







Ingredientes:

100 g de soja texturizada
suco de 1 limão
1 ovo
1 cebola
Alho
3 colheres (sopa) de azeite, ou óleo
3 colheres (sopa) de farinha de rosca
3 colheres (sopa) de aveia em flocos
1 colher (sopa de molho de shoyo
Sal marinho
Pimenta do reino
Coentro, cebolinha, salsinha

Ferva certa quantia de água e coloque a proteína de soja, e deixe novamente levantar fervura, de dez a quinze minutos. Retire do fogo e em uma peneira, lave e escorra bem, até sumir toda a espuma que se formou. Numa tigela, coloque água fervente e a proteína de soja, mais o suco do limão, e deixe de molho por mais ou menos 1 hora, para que o suco do limão retire o gosto um tanto forte da soja. Lave muito bem.
Esprema bem num espremedor de batatas, para retirar toda a água e deixar a soja bem sequinha.

Numa tigela, coloque a soja, o ovo, e todos os outros ingredientes. Por último a salsinha e cebolinha bem picadas. Amasse com as mãos, até sentir que a massa está bem agregada. Deixe descansar por mais ou menos meia hora, para que a aveia hidrate e dê mais consistência à massa. Sinta se os temperos estão do seu agrado e se achar necessário, acrescente mais aveia ou mais azeite. Enquanto isso prepare o recheio.

Recheio:

2 cenouras inteiras cozidas
3 dentes de alho
1 cebola
Folhas de repolho
Sal marinho
2 ovos cozidos
Azeitonas
Alcaparras

Faça um refogado com algumas folhas de repolho cortadas em tiras, usando os temperos.

Abra um guardanapo limpo por sobre uma superfície, espalhe farinha de rosca e vá adicionando aos poucos, com o auxílio de uma colher, a proteína de soja. Agregue bem com as mãos, para que a soja fixe bem no pano. Por cima, espalhe o recheio de repolho, a cenoura cortada em cubos, os ovos cozidos e picados, as alcaparras e as azeitonas. Com a ajuda do pano de prato, vá enrolando bem devagar e pressionando com as mãos o pano por sobre a soja, até terminar, tomando o cuidado, para que o recheio não caia para fora, o que é bastante normal. Unte uma assadeira com óleo e polvilhe com farinha de rosca. Jorre um pouco de azeite por cima do rocambole e um espalhe um pouco de farinha de rosca e leve ao forno quente. Deixe no forno o suficiente para que o rocambole tome cor e fique com aparência dourada e crocante.


Receita adaptada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 20/05/12
Fotos de Rubens Cunha


sábado, 13 de outubro de 2012

BOLO DE FRUTAS E CASTANHAS, SEM AÇÚCAR COM COBERTURA DE GELÉIA DE MEL - SAUDÁVEL, NATURAL E 1OO% INTEGRAL!!!




































Antigamente, quando alguma pessoa que não comia carne e não tomava bebida alcoólica, nem mesmo numa reunião social... Que não fumava, que não se comportava de acordo com o “padrão” social pré-estabelecido, imaginava o quanto chata deveria ser essa pessoa, já que tudo era limitado conforme minha visão distorcida do que é realmente ser social, além de uma boa conversa!
Há muitos anos, deixei de fumar, levada por um sentimento nefasto, do que estava fazendo com meu corpo... Minha alimentação era razoavelmente saudável, dentro dos parâmetros que conhecemos e que estamos acostumados, mas, há alguns anos, aos poucos, venho tomando mais consciência do quanto nosso corpo é a morada da nossa alma e é através do nosso corpo, é que podemos passar por experiências tão boas quanto ruins, para poder apurar nosso espírito. Além do crescimento moral e intelectual, a saúde faz parte do crescimento espiritual. O homem não nasceu para ter doenças e se ele as tem, é porque a mente humana ainda está distorcida com pensamentos e ideias contrárias que infringe as leis naturais, as leis de causa e efeito... Tudo começa com a mente... O pensamento nos leva a ação, e, se nosso pensamento não condiz com as leis naturais desse imenso Universo, nossas ações serão coniventes com o que pensamos, e a doença, começando na mente, se instala no periespírito (corpo que intermedia o espírito e o corpo físico) e se manifesta no corpo físico, causando tantos transtornos em nossas vidas!
Aí vocês perguntam: mas o que tem a ver com bebida alcoólica, consumo de carne, cigarro... etc.... etc...etc?... Tem tudo haver! Bebida alcoólica não é natural, cigarro não é natural, carne animal não é natural, alimentos industrializados não são naturais...
É... Mas o homem sempre viveu assim, sempre se alimentou dessa forma, e sempre passou por doenças, antes de fazer sua passagem, e por que agora seria diferente?!  Porque, estamos no terceiro milênio, a era do conhecimento, era do desenvolvimento espiritual, e que deve seguir no mesmo equilíbrio do desenvolvimento tecnológico e intelectual! Não somos mais o homem da caverna, não somos mais rudimentar como nossos ancestrais, não podemos mais ficar na ignorância, ignorância essa que se fez necessário para aprimorarmos nosso intelecto e nosso espírito, portanto, este terceiro milênio está pedindo mais reflexão, está pedindo que trabalhemos mais nossas emoções, nossos sentimentos, nossos bloqueios, nossos traumas...  Está pedindo que respeitemos mais a vida, em toda sua plenitude! E aquele animalzinho que matamos para saciar nossos mais baixos instintos, e que foram cozidos e mascarados com temperos, para disfarçar o odor fétido do cadáver, e que jaz no nosso cemitério estomacal, são seres que sentem dor, são seres que têm sentimento, são seres que têm certa consciência e que sofrem da mesma forma que nós, ao serem assassinados! E é por tudo isso, pelas porcarias que ingerimos, pelas drogas que consumimos, estamos transgredindo aquilo que temos de mais sagrado, a Vida! E pelas leis de causa e efeito, vamos e estamos passando por sofrimentos que até já poderiam estar extintos...


Ingredientes:

1 laranja grande inteira
Suco de 3 laranjas, ou 1 xícara cheia
4 gemas (clara em neve)
3 bananas
1 maçã
100g de uvas passas
200g castanhas trituradas grosseiramente
350g de farinha de trigo integral, ou 2 xícaras cheias
1 colher (sopa) cheia de fermento

Preparo da massa:

Descasque a laranja e bata no liquidificador junto com o suco. Acrescente a banana, a maçã, as uvas passas e as gemas de ovo. Coloque essa mistura em uma tigela e acrescente a farinha de trigo integral e o fermento, e mexa muito bem. Triture as castanhas grosseiramente e acrescente à massa. Por último, coloque as claras em ponto de neve e vá mexendo bem devagar, para que a massa aumente de volume e fique bem fofa e aerada. Unte uma forma tipo bolo inglês e leve para assar em forno médio, ou seja, a 180º C mais ou menos, dependendo o tipo do seu forno.


Ingredientes da cobertura calda de mel  (ver link) ALGUMAS DICAS SOBRE O MEL... ESSE LÍQUIDO DOURADO,...

200 ml de suco de laranja, ou 3 grandes
1 colher (sob) de polvilho doce
2 colheres (sopa) de mel

Preparo da cobertura:

Numa panela, dissolva o polvilho juntamente com o suco de laranja e leve ao fogo para engrossar. Deixe cozinhando por uns cinco minutos, para tirar o gosto do polvilho.  Leve à geladeira para esfriar. Após, acrescente o mel, mexa muito bem e adicione essa geléia por sobre o bolo já frio.

ATENÇÃO!!! Note que o mel não pode ir ao fogo, para não perder suas propriedades


Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em 21/03/12
Fotos de Rubens Cunha















domingo, 7 de outubro de 2012

PÃEZINHO DE CEBOLA - 100% INTEGRAL, NATURAL, SAUDÁVEL!!! IDEAL PARA AQUELES QUE NÃO PODEM CONSUMIR NEM OVOS E NEM LEITE!


Oi gente! Óia eu aqui de novo, com novas receitas deliciosas, depois de três meses sem postar nada!..  Continuo ainda com alguns problemas de internet, mas, enquanto isso, não quero mais perder tempo.  É possível que aconteça novamente de ficar por alguns dias sem internet, e se isso acontecer, me perdoem àqueles que seguem meu blog, mas, com certeza, esses problemas terão um fim.





Você sabia?!

A farinha integral é rica em proteínas, fibras, vitaminas e sais minerais como: cálcio, ferro e potássio. Por se tratar de uma farinha que não foram desprezados seus nutrientes que nela contém em 100%, é uma farinha mais pesada que a farinha comum branca, e, portanto, seu crescimento é mais demorado e não dobra de volume como a farinha comum. Por isso, convém manter a massa em lugares mais aquecidos, para que esse processo de crescimento haja mais rapidamente. Em dias frios, o crescimento é ainda mais demorado, portanto, não se preocupe. 

O sal marinho contém 83 minerais e o sal comum, contém somente 2 minerais, por isso, o sal marinho é menos salgado que o comum.
Você ainda quer continuar comendo essa porcaria que é o sal branco? Pense um pouquinho...



Ingredientes da massa:

800g a 900g de farinha de trigo integral
600 ml de água morna
100 ml de óleo comum
50g de fermento biológico
2 colheres (sopa) açúcar mascavo
1 colher (sopa) rasa de sal marinho.

Preparo da massa:

Numa tigela grande, coloque o fermento. Junte o açúcar e o sal. Com uma colher, dissolva bem o fermento, até virar líquido. Acrescente o óleo e um pouquinho de água morna. Misture bem e adicione o restante da água. Acrescente a farinha aos poucos e sempre mexendo com uma colher ou com as mãos mesmo, até sentir que a massa esteja numa consistência não muito dura e nem muito mole. Não use toda a farinha, reservando um pouco para agregar na hora de amassar a massa. Coloque-a numa tigela dentro de um saquinho plástico limpo e feche as pontas com araminho, ou, coloque a massa diretamente no saquinho. Cubra ainda com uma toalha e coloque dentro do forno micro ondas ou forno comum, mas sem acender ou ligar o forno. Deixe a massa descansar, até que quase dobre de volume. (pão integral, dificilmente vai dobrar de volume).

Quando a massa crescer, coloque-a numa superfície, acrescentando mais farinha aos poucos e amassando até que fique macia e com bolhas. Não se assuste se ela grudar nas mãos é assim mesmo! Passe um pouco de farinha nas mãos e proceda conforme acima. Para ver se a massa tem bastante bolhas, corte algumas partes com uma faca. À medida que for amassando, as bolhas vão aumentando e isso deixa o pão mais macio.

Faça bolas em porções que você achar melhor. Se você dividir porções de 40, cada porção vai pesar menos que 50g, só que, com o recheio, o pãozinho vai ficar bem maior. Vale à pena!  Numa superfície lisa, faça um rolinho comprido, como um croquete e vá virando e puxando as pontas, e coloque uma porção generosa de recheio, enrole os pães dando o formato de um pãozinho. Enfarinhe uma assadeira grande, e coloque-os, deixando uma distância de no mínimo 5 cm, para que tenham espaço para crescerem.
Não coloque muitos pães numa mesma assadeira, divida-os em duas assadeiras. Cubra com um saquinho plástico aberto, coloque dentro do forno (desligado) e deixe crescer novamente. Após dobrarem de volume, leve ao forno médio (180º C) pré aquecido. Após 30 min., verifique se já estão corados e assados. Eles ficam bons, quando estiverem bem coradinhos.

Recheio de cebola:

Ingredientes:

1200 k de cebola, ou  6 cebolas;
2 colheres (sopa mais ou menos) de leite, ou água
Óleo para refogar;
2 colheres (sobrem.) de farinha de trigo (mais ou menos), ou farinha de aveia
Sal marinho;
Orégano (opcional);
Molho de pimenta dedo de moça (opcional).
Deixe esfriar o recheio para rechear os pães. Leve ao forno pré aquecido a 180º C, e deixe assando por uns 30 minutos mais ou menos.

DICAS ÚTEIS

Depois que os pãezinhos dobrarem de volume, coloque-os para assar imediatamente, pois se passar o tempo necessário para crescerem, dará efeito contrário, ou seja, quando começarem a assar, ao invés de eles crescerem, eles vão esparramando dos lados e ficam achatados.

Se você quiser congelar, poderá fazer sem problema nenhum! Depois de frios, coloque-os em saquinhos plásticos e congele. Quando for consumir, ou retire com antecedência de meia hora para descongelar, ou embrulhe em um guardanapo de papel ou papel toalha e leve no micro ondas por uns 20 a 30 segundos, se quiser que fique em temperatura ambiente. Se esquentar muito, depois que esfriar, a massa do pão fica mais dura, ok?

Você poderá fazer os pães em tamanhos maiores, ou como preferir, que ficam incrivelmente deliciosos!

Note que é uma receita muito saudável, cujos ingredientes não levam quase nada de gordura e saciam de uma forma extremamente prazerosa!

Receita criada e elaborada por Graça Provenzano em 2009
Fotos de Rubens Cunha


quinta-feira, 16 de agosto de 2012

BOLO 100% INTEGRAL DE NADA, RECHEADO DE DESCULPAS, E SABOR DE FRUTAS ÇÃO


Oi gente.... Todo domingo, costumo postar uma receita nova nesse blog, porém, por motivos alheios à minha vontade, estou impossibilitada  de, por algum tempo, não estar postando nenhuma receita! 
  Por uma displicência, deixei de salvar meu arquivo de receitas e fotos em outros recursos disponíveis. Portanto, peço desculpas aos usuários habituais do meu blog e aos meus seguidores que esperam receitas novas, toda semana... E que, tão logo resolva esse problema, estarei colocando novas receitas deliciosas!!! 
 Espero que tenham um ótimo fim de semana, cheínho de muitas coisas gostosas para fazer em companhia dos seus queridos familiares... Amigos... Amantes... 

domingo, 15 de julho de 2012

PATÊ OU PASTA DE AZEITONAS FEITA COM FEIJÃO DE SOJA - IDEAL PARA CELÍACOS, OU ÀQUELES QUE NÃO PODEM, OU NÃO QUEREM CONSUMIR LACTOSE E/OU GORDURA NÃO SAUDÁVEL... E DELICIOSO PARA TODOS!!!


Oi gente!!!  Essa pasta ou patê é simplesmente MAARAVILHOSOOO!!! Ninguém mesmo irá perceber que a base não é feita com ricota! Ideal para as pessoas que não podem, ou não querem consumir queijo ou lactose e que estão preocupados com uma alimentação mais saudável. O interessante, é que você estará usando a soja na íntegra e que sai muito mais em conta, do que usar o tofu, que não dá essa mesma consistência, e que sai mais pesado para seu bolso, além de que, é muito mais gostoso do que o tofu, em minha opinião, é claro...  Não é fabuloso, conseguir esse feito?! Pois é, como sou muito gulosa e muito exigente com o sabor dos alimentos, resolvi fazer essa pasta que é muito fácil de preparar e muito... muito... gostoosaaa!!!
Perdoem-me quem achar que essa receita é complicada...

Ver receita desses pãezinhos integrais no link  PÃO INTEGRAL... PÃEZINHOS SEM LACTOSE, SEM OVOS, S...















A soja é uma planta pertencente à família das leguminosas, ou seja, do feijão, lentilha, grão de bico, ervilha e, destaca-se por ser rica em proteínas, lipídios (gordura) conhecidos como isoflavonas ou isoflavonóides.
Estudos indicam que tais substâncias atuam como um elemento antioxidante reduzindo as taxas do colesterol ruim (LDL) no sangue e, consequentemente, diminuindo o risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, além de exercerem também atividade hormonal equilibrando a quantidade do hormônio estrógeno no organismo feminino podendo amenizar, dessa forma, os sintomas da menopausa.
Fonte: Engenharia dos alimentos -  www.engalimentos.com.br 

 Ingredientes: 

100g de feijão de soja, ou 1 xícara
150g de azeitonas roxas ou verdes
4 colheres (sopa) de azeite
Sal marinho se necessário

Pré-cozinhe os grãos de soja por 10minutos, assim que levantar fervura. Lave-as bem, para tirar a espuma e cozinhe-as em uma panela de pressão de 40 a 50 minutos. Escorra a água, lave bem os grãos, até descartar totalmente a espuma. Numa tigela, jorre com bastante força a água da torneira, para que as pelinhas dos grãos vão se soltando. Descarte as pelinhas e não se preocupe, porque nem todas as pelinhas vão se soltar dos grãos. Em um processador, triture os grãos de soja, até virar uma pasta densa. Depois que virar uma pasta densa, coloque parte das azeitonas para amassar junto, mas sem triturar totalmente. Não coloque as azeitonas todas de uma vez, para você provar e sentir se está do seu agrado. Para finalizar, acrescente o azeite e se necessário, pitada de sal marinho, mas ATENÇÃO, as azeitonas já são salgadas, portanto, muito cuidado com o uso do sal..
 Essa mistura fica bem pastosa e de consistência firme. Para servir, regue a vontade com um bom azeite, ou seja, azeite extra-virgem.


  




 Essa mistura fica bem pastosa e de consistência firme. Para servir, regue a vontade com um bom azeite, ou seja, azeite extra-virgem.







Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em abril/2012
Fotos de Rubens Cunha





domingo, 1 de julho de 2012

SOPA CREMOSA DE CANJICA


 Mais uma receita saborosa e com ingredientes típicos da época do ano. A canjica em si, quase não tem sabor, pois, o que dá sabor à canjica, são os ingredientes, tais como o leite condensado, creme de leite, açúcar, leite integral, aromatizantes, etc. Como a canjica é um alimento saudável, que contém fibras, pensei em fazer essa sopa, para estar consumindo durante a semana, nesse friozinho tão gostoso... E o resultado foi surpreendente! 
Penso muito, também, em alimentos que não engorde tanto, e o milho é um deles, apesar de calórico, mas aí, a caloria não entra em questão, porque esse tipo de caloria é muito bem administrada pelo organismo. 


Canjica


É consumida o ano inteiro, entretanto, o pico do consumo ocorre no período das festas juninas. O milho utilizado em seu preparo é extraído do milho verde. Encontra-se o produto pronto, industrializado,  mas pode ser elaborado artesanalmente, a partir da espiga até que se torne o grão propriamente dito.
O milho branco é uma das variedades de milho mais difundida no Brasil, e uma de suas principais finalidades é a produção de canjica. Em algumas épocas do ano, sua cotação pode ser superior à do milho, devido ao aumento do consumo de canjica.

Nutricionalmente, o milho é um alimento bastante nutritivo. Em sua composição, apresenta quase todos os aminoácidos conhecidos, com exceção da lisina e do triptofano. Além disso, contém carboidratos, vitaminas, sais minerais e fibras. Entretanto, a canjica é um prato calórico, devido aos ingredientes que podem estar presentes em sua receita, como o açúcar e leite condensado.

Ingredientes: 

1 ½ litro de água;
200g de canjica;
1 cenoura grande;
1 batata doce ou outro legume;
2 a 3 dentes de alho;
1 cebola grande;
Sal marinho;
Salsinha, cebolinha, coentro

Preparo:

Cozinhe a batata doce e a cenoura. Depois de cozidos, retire os legumes e com a mesma água, acrescente a canjica e mais água se precisar, cobrindo com o dobro de líquido, numa panela de pressão e assim que começar a pressão cozinhe por 1 hora em fogo brando.
A canjica tem que ficar bem molinha. Depois de cozidas, bata no liquidificador, 1/3 dessa canjica, juntamente com a água e mais um tanto de legumes, reservando um pouco de legumes e o restante da canjica. Se não tiver caldo o suficiente, acrescente mais água para bater a canjica com os legumes.
Refogue o alho até dourar, depois a cebola e em seguida, acrescente o caldo batido, mais os grãos de canjica e deixe cozinhar alguns minutos, para que a canjica adquira o sabor dos temperos. Faça essa sopa com 1 hora de antecedência, para que fique bem saborosa!
Desligue o fogo e acrescente as hortaliças. Tampe a panela por alguns minutos e sirva quente.

Deliciosa!!!

Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em agosto/212
Fotos de Rubens Cunha






sábado, 23 de junho de 2012

SOPA VEGETARIANA INTEGRAL CREMOSA DE MILHO - SEM CREME DE LEITE, SEM MANTEIGA E SEM TEMPEROS PRONTOS... IDEAL PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL E EQUILIBRADA!!!


Essa sopa cremosa de milho é fantástica! Notem que não tem nada gorduroso, tão pouco, creme de leite, manteiga, ou margarina, que geralmente vemos em receitas de sopas cremosas. 
Quando há a preocupação de uma alimentação saudável, pelo menos durante a semana, convém manter a integridade dos alimentos! Acho um "pecado" querer dar um toque mais sofisticado nessa sopa, acrescentando queijos gordurosos, temperos prontos para realçar o sabor... Realmente, é uma delícia, mas perde totalmente o objetivo de uma alimentação saudável!
Portanto, façam essa sopa, e sintam se realmente há a necessidade de acrescentar mais alguma coisa, além dos ingredientes estabelecidos nessa receita. O toque que você poderá estar dando, é fazer alguns crótons de pão integral e espalhar por cima da sopa.... Huummmmmm!!!!!

Crótons... Corte pão integral em quadradinhos bem pequenos, e doure-os numa frigideira antiaderente, com um pouquinho de azeite. Eles ficam crocantes e deliciosos! 


Informações importantes! 

O milho é um alimento excelente em qualidades nutricionais.
Contém vários aminoácidos e alto teor de carboidratos, porém, seu carboidrato se transforma em gorduras que são boas para a saúde. Contém muitas fibras que ajudam no bom funcionamento do intestino.

Evite usar milho em latas, pelo amor de Deus! Pois contém muito sódio, conservantes, aditivos químicos, que são péssimos à saúde!
Use o milho ao natural, que além de ser muito mais saudável, o sabor é incomensurável!

Ingredientes: 

200g de milho cru, ou 2 xícaras
500 ml de água, ou 3 xícaras
100g de milho para cozinhar
3 a 4 dentes de alho
1 cebola grande
2 tomates maduros
Salsinha ou coentro
Sal marinho
Molho de pimenta dedo de moça (opcional) 

Preparo:

Cozinhe as 100g de milho numa panela de pressão, por cerca de 30 a 40 min., ou até que fiquem bem macios. Reserve.
No liquidificador, coloque as 200g de milho e mais a água. Bata até dissolver bem o milho. Passe numa peneira para coar o bagaço. Volte o bagaço no liquidificador e coloque um pouquinho de água e torne a bater. Coe novamente. Isso é para aproveitar bem o sabor do milho.
Em uma panela com óleo, acrescente o alho amassado e deixe dourar um pouquinho. Acrescente a cebola bem picadinha e deixe amolecer bem. Em seguida, junte os tomates picados e refogue mais um pouco. A seguir, acrescente o creme de milho batido e deixe ferver em fogo brando. Coloque o sal e a pimenta. Quando ferver, a mistura começa a engrossar, devido ao amido que o milho contém. Se preferir ou achar necessário, acrescente mais água. Experimente e sinta se a sopa já perdeu o gosto de milho cru e se os temperos estão ao agrado de seu paladar! Quando a sopa estiver pronta, acrescente bastante salsinha ou o coentro bem picadinhos. Tampe a panela e desligue o fogo. Com o calor da sopa, a salsinha vai amolecer um pouco, mas sem perder sua cor e seu paladar.

Procedimento para debulhar o milho:

Lave bem as espigas de milho retirando todo o excesso de “cabelinho” que porventura houver. Coloque a espiga sobre um prato fundo, com a “bundinha” para baixo. Com o auxílio de uma faca, vá retirando os grãos. Lave bem e proceda conforme instruções acima.
 Se quiser congelar os grãos ainda crus, coloque-os em uma assadeira, esparrame-os bem e leve ao freezer para congelar em aberto. Quando estiverem congelados, retire-os da assadeira e coloque-os em saquinhos plásticos bem vedados e volte ao freezer, até que resolva processá-los da forma que achar melhor. Existem muitos pratos saborosos com milho!

Receita criada e desenvolvida por Graça Provenzano, em julho/2011
Fotos de Rubens Cunha