domingo, 11 de novembro de 2012

BISCOITO DE POLVILHO COM RICOTA DEFUMADA POUQUÍSSIMA GORDURA!!!

Que tal fazer um queles salgadinhos que você gosta tanto, ei?! Do tipo crec... crec... Hummmm....hummmm!!!

Eu adoro biscoito de polvilho, mas, dificilmente compro, por conta do excesso de gordura que vai na massa. Não se enganem com produtos assados, achando que não tem gordura porque são feitos no forno.
O biscoito de polvilho é extremamente gorduroso! Vocês não tem noção o quanto de gordura é colocada no seu preparo. Justamente por isso, é que é tão gostoso e tão crocante, sem contar, claro, que nesses produtos industrializados, são colocados gorduras hidrogenadas para deixarem mais crocantes ainda. E a gordura hidrogenada é péssima! Sem contar com excesso de sódio, sabores artificiais, conservantes, etc... etc... etc...
Frustrada por não poder abusar, resolvi adaptar a receita do biscoito de polvilho, usando pouquíssima gordura! E para dar um saborzinho especial, acrescentei ricota defumada, que é o queijo menos gorduroso na escala dos queijos. E deu certo!
Ficaram supergostosos, apesar de não ficarem tão crocantes de desmanchar na boca, como esses que compramos por aí... O excesso de gordura deixa os salgadinhos bem mais crocantes. Muito gostosos, mas muito nocivos!
Pensem nisso, gente!!!


Ingredientes:

250g de polvilho azedo (faz crescer)
250g de polvilho doce
125 ml de leite
75 ml de óleo
240 ml de água
1 colher (sopa) rasa de sal marinho
2 ovos
100g de ricota defumada ralada

Modo de preparo:

Coloque os ingredientes líquidos para ferver, junto com o sal. Em uma tigela grande, coloque os dois polvilhos e vá adicionando bem devagar o liquido para escaldar o polvilho e mexendo bem devagar, até que agregue bem. Após adicione os ovos e bata na batedeira, ou com uma colher, até dissolver os ovos e incorporar muito bem. Por último, acrescente o queijo ralado e incorpore muito bem. Coloque em um saco de confeitar e corte a pontinha do saco. Unte uma assadeira (só na primeira vez) e vá apertando o saco, dando o formato de palito, ou o formato que quiser.
Leve em forno quente ou 200º C pré aquecido até que os biscoitos dobrem de volume e fique dourados.



Receita adaptda e desenvolvida por Graça Provenzano, em jul/11
Fotos de Rubens Cunha




10 comentários:

  1. E suas estripulias na cozinha resultam em ótimas receitas! Já considerou lançar um livro com suas receitas? "Tao Gostoso e Nao Engorda", taí minha sugestao prum possível título.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amadeu
      Título aprovado: Ótimo, criativo, sugestivo, chamativo! Gostei mesmo.

      Excluir
    2. 'brigadin viu, AmaDeus! e... anote aí, Dona Cheia de Graça... pra depois "nao falá" que nao teve a oportunidade, hein?

      Excluir
  2. O livro já está a caminho... Aguarde!!!

    ResponderExcluir
  3. O livro já está a caminho... Aguarde!!!

    ResponderExcluir
  4. apenas um pitaco
    essa receita de domingo poderia ser publicada com um ia de anteced... assim a gente teria tempo de comprar os ingredientes no sábado... ir pra cozinha no domingo a tempo de preparar a novidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu costumo postar as receitas no domingo, pra que as pessoas
      possam ter mais tempo pra comprar os ingredientes. Geralmente, as pessoas não fazem certos pratos de última hora, e, muitas vezes, já sabem o que farão para o almoço de domingo, ou no sábado... As vezes até posto aos sábados, mas é muito complicado pra mim, por motivos alheios a minha vontade. Mas, quem sabe, poderei estar aceitando a sua sugestão!
      Obrigada Nê, pela sua participação!

      Excluir
  5. Nosso cérebro precisa de açúcar e de gordura...
    claro que não é se manjear em açúcar refinado e mesmo outra forma de açúcar saudável não é pra exagerar... o mesmo vale para a gordura; pq sem glucose (glicose) e sem lípido nosso cérebro perece.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada. Eu sempre quiz essa receita. Só não sabia onde encontrar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Então chegou em boa hora, né? Faça e depois me diga como ficou.

      Excluir